Vegetarianismo: saiba mais sobre esse estilo de vida

O vegetarianismo como todos sabem é uma opção alimentícia que algumas pessoas fazem que exclui a carne do seu leque de alimentos. Os motivos são os mais variados, desde uma melhora na saúde até o combate à indústria da carne e pecuarismo. Além disso, alguns vegetarianos também assumem uma posição ética quanto ao animal, apontando que, como os seres-humanos, animais também são capazes de sentir dor e sofrimento. E portanto, levando em conta essa prerrogativa, o processo de abatimento pelo qual o animal passa se torna algo cruel e moralmente reprovável.

 

Imagem: Pixabay

 

Tal escolha nos dias de hoje é muito comum, porém, anos atrás quando a onda vegetariana começou a tomar mais força, muitos não entendiam do que se tratava e achavam que tal estilo de vida oferecia riscos à saúde da pessoa vegetariana. Por se privar da carne, alimento fonte de muitos nutrientes que precisamos para sobreviver, as vezes é difícil de repor, principalmente a proteína. Isso, claro, se você decide assumir esse compromisso às cegas, sem antes consultar um médico ou nutricionista.

 

Imagem: Pixabay

 

Contudo, para a surpresa de mutos, não é difícil ser vegetariano e conseguir manter uma saúde de qualidade e com um balanceamento de alimentos que fornecem tudo o que se precisa. Na verdade, é muito fácil, mas precisa de comprometimento e planejamento da parte do vegetariano. Alguns restaurantes e lanchonetes ainda hoje não servem opções vegetarianas, apesar de serem um número muito menos hoje em dia se comparado há tempos atrás. Mas isso implica em um planejamento prévio de refeições, pensando em uma alimentação completa que compense a falta da carne.

 

Imagem: Pixabay

 

Para que tal compensação aconteça de fato, as leguminosas são a peça chave na vida do vegetariano. Soja, grão de bico e feijão são de extrema importância no cardápio. Uma dica de nutricionistas para compor bem a alimentação do vegetariano são as folhagens verdes, pois contém uma quantidade muito grande de ferro. As oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, etc) e as sementes (chia, lichia, etc) são de extrema importância para fechar o cardápio com nota 10!

 

Imagem: Pixabay

 

Uma curiosidade sobre esse estilo de vida é que ele não é único. Dentro do vegetarianismo existem outras vertentes que optam por ainda menos alimentos oriundos do reino animal, e não apenas a carne. Por exemplo, os veganos, além de retirar a carne da sua alimentação, não consomem nada que seja de origem animal. Não consomem leite, queijo, ovo, não usam couro, etc. Por outro lado, existem os lactovegetarianos, que tem o mesmo padrão alimentício que os veganos, porém eles permitem o consumo de leite e laticínios.

 

Imagem: Pixabay

 

Apesar de toda a aparente preocupação que pode existir ao redor da saúde de uma pessoa vegetariana, se engana quem pensa que eles são menos saudáveis.  Existem muitos estudos que atrelam o vegetarianismo a uma séria de melhoras na saúde. Ele é associado à dimiunição do risco de doenças crônicas e degenerativas como diabetes, diminui o risco de câncer, e é também ligado à diminuição na propensão à obesidade e hipertensão.

 

Imagem: Pixabay