Rotina de exercícios adequada previne a perda de funcionalidade na terceira idade

Esse efeito que tanto dificulta a vida de tantos idosos acontece em grande parte por causa do envelhecimento muscular, que aos poucos degrada a capacidade do músculo de se regenerar e, consequentemente, de resistir ao que é exigido no dia a dia.

Exercitar-se na meia idade garante o futuro

Através de um estudo publicado na Exercise and Sports Science Reviews, já sabemos que esse tipo de perda de massa muscular, que é vista como uma consequência da chegada da idade, tem a ver com a incapacidade que esses músculos possuem de se manterem com o tempo.

Por sua vez, a prática regular de atividades físicas mantém a capacidade dos músculos de reter as quantidades de proteínas necessárias para sua regeneração e crescimento. Daí a ligação entre uma rotina de exercícios e manter-se funcional durante a terceira idade.

Em poucas palavras, quando você possui o hábito de exercitar-se, está realizando manutenção dos músculos já existentes e criando condições de desenvolver e manter novas fibras musculares no futuro.

Resultado de imagem para exercícios

Nunca é tarde demais

Quem nunca pensou em criar uma rotina de exercícios, não precisa se desesperar. Aos poucos, é sempre possível incorporar novos hábitos e adquirir benefícios com eles. O importante é manter-se ativo, independente do momento de vida.

É claro que a nutrição desempenha um papel fundamental em toda essa equação. Quantidades adequadas de proteína, por exemplo, são essenciais para manter os músculos em desenvolvimento. Nunca esqueça de investir numa alimentação saudável!

E para facilitar o processo de manter tudo funcionando devidamente, a suplementação pode ser uma grande ajuda. Nada melhor que conseguir nutrientes essenciais de uma forma rápida e fácil, certo? Conheça mais!