Probióticos e Prebióticos – saiba quais são seus benefícios

A microflora intestinal desempenha inúmeras funções no organismo humano, muitas das quais ainda estão sendo desvendadas, mas são consideráveis as evidências de seu desempenho na proteção do organismo contra infecções e outras doenças, por bloquear a colonização de microrganismos patógenos e estimular a resposta imunológica local.

Para que exista um equilíbrio benéfico na microbiota intestinal, é necessário manter hábitos saudáveis, priorizando cereais integrais, frutas, verduras e os chamados probióticos e prebióticos.

  • Probióticos: Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) probióticos são microrganismos vivos, que administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro, promovendo o equilíbrio da flora intestinal. Além disso, fortalecem o sistema imunológico, através de uma maior produção de células de defesa. São amplamente usados no preparo de produtos lácteos fermentados, como iogurte, leites fermentados e outros produtos como suplementos em cápsulas ou pó.
  • Prebióticos: São alimentos não digeríveis (fibras), fundamentais para o bom funcionamento do organismo que irão servir como alimento para as bactérias intestinais benéficas. Existem dois tipos de fibras: as solúveis, presentes na fruta, aveia e cevada, assim como nas leguminosas, e que são normalmente fermentadas rapidamente, e as insolúveis, que são lenta ou apenas parcialmente fermentadas e estão presentes em hortaliças e cereais integrais. A farinha e a biomassa de banana-verde também são boas opções de alimentos prebióticos.
  • Simbióticos: É a combinação de probióticos e prebióticos em um único produto.

Para que o intestino se mantenha saudável, além da combinação de probióticos e prebióticos, precisamos ingerir no mínimo 8 copos de água por dia e praticar atividade física regularmente!