Os exercícios de alta intensidade são melhores para a perda de peso

Exercícios de alta intensidade - VitaVale

A VitaVale se preocupa em oferecer suplementos alimentares para manter o corpo funcionando certinho, mas nós sabemos que exercícios físicos fazem parte de uma vida mais saudável.

É por isso que, no texto de hoje, falaremos sobre os benefícios dos treinos de alta-intensidade (HIIT, na sigla em inglês), que são basicamente exercícios intervalados entre muito esforço e intensidade e momentos de descanso.

Com toda a fama que o crossfit está tendo atualmente, por exemplo, vale muito a pena saber mais sobre essa modalidade de treino que tem muitos adeptos, mas que nem todos podem praticar. Vamos começar pelos benefícios, claro.

Exercícios de alta intensidade e a perda de peso

Quando alguém que pratica exercícios de alta intensidade faz uma sessão na esteira, por exemplo, ela pode correr bem rápido, exigindo o máximo de seus músculos por 30 segundos. O minuto seguinte ela usa para caminhar, descansando o seu corpo para novamente se esforçar ao máximo para mais 30 segundos. Num treino assim, essas repetições acontecem, mais ou menos, 10 vezes.

A relação que isso tem com a perda de peso, e torna os exercícios de alta intensidade mais eficientes que os normais, é que o açúcar armazenado nos músculos é utilizado para alimentar todo esse esforço extra.

Como o corpo precisa trabalhar mais e, portanto, gastar mais energia para dar conta da tarefa que está sendo exigida, isso faz com que esses exercícios gastem mais calorias do que os convencionais.

E isso já foi testado e comprovado. Os médicos Michael Mosley e Niels Vollaard realizaram testes para o programa Getting Fit, da BBC, em que eles monitoravam como o corpo se comportava durante exercícios de alta intensidade.

Eles verificaram que o glicogênio, que é a principal reserva de energia das células dos músculos, é queimado de forma mais intensa nos exercícios de alta intensidade do que nos exercícios convencionais.

Enquanto voluntários exigiam seus músculos através de diferentes modalidades de exercícios, os médicos monitoraram o corpo com uma ecografia. Eles perceberam que o glicogênio nos músculos reduziu em 24% depois do esforço físico, o que é muito.

Além disso, exercícios de alta intensidade fazem com que o corpo tenha que se esforçar mais para se recuperar e voltar ao normal, e isso também mantém o metabolismo ativo por mais tempo, o que resulta num maior gasto de energia. Em suma, só coisas boas para quem quer perder peso.

Ao mesmo tempo, no processo de fazer o corpo voltar ao equilíbrio, o organismo como um todo fica mais sensível à insulina, que leva a glicose (açúcar) às células. Isso quer dizer que a energia é gasta de forma mais “inteligente”, por assim dizer.

“Todos os exercícios liberam de uma forma ou de outra o glicogênio dos músculos, mas os de alta intensidade o fazem de uma forma mais rápida e efetiva.”, conclui o Dr. Mosley.

Não é para todo mundo

Devemos lembrar, da mesma forma que os médicos Mosley e Vollaard fizeram, que nem todos podem realizar exercícios de alta intensidade, especialmente as pessoas com problemas cardíacos.

Isso porque o que caracteriza esses exercícios é um aumento da frequência cardíaca ao limite (entre 80% e 90% da capacidade máxima do indivíduo). Com tanto esforço para o coração, esse tipo de atividade deve ser realizado com acompanhamento médico.

Se você está pensando em iniciar uma rotina de exercícios de alta intensidade, o ideal é conversar com seu médico e garantir acompanhamento de um profissional de educação física.

E se você chegou até aqui, a VitaVale sabe que você se preocupa com uma vida saudável. Por isso que nos preocupamos em oferecer produtos pensados para melhorar e manter sua saúde perfeita. Conheça mais sobre a gente!