Chá verde: verdade e mitos

O verdadeiro chá verde é feito da planta Camellia sinesis e leva esse nome popular por ter origem por causa da cor de suas folhas, já que as mesmas sofrem pouca oxidação durante o processamento e permanecem com a sua cor natural, diferentemente do chá preto ou do chá branco.

 

Imagem: Google Imagens

 

Ele também é um pouco diferente dos outros chá por sua maneira de preparo e consumo. A água para fazer o chá nunca deve estar fervendo, pois caso o contrário ela queima as folhas do chá e a bebida fica com um gosto amargo. O tempo de preparo do chá também é um pouco diferente, já que a infusão deve ter no máximo 3 minutos.

 

Imagem: Google Imagens

 

O chá verde ficou muito conhecido no Brasil recentemente por seu suposto poder emagrecedor. Mas ele emagrece mesmo? De acordo com especialistas, ele pode sim ajudar no processo, porém só tomar o chá e não ter uma dieta balanceada não ajuda em nada. O chá possui composto que atuam no sistema nervoso simpático, que atua no processo de queima de gorduras. Portanto, o consumo do chá verde pode ajudar na queima de calorias e diminuição do deposito de gordura corporal.

 

Imagem: Google Imagens

Outro benefício do chá verde é que ele ajuda na saúde do seu coração. A ingestão regular do chá tem relação direta com a prevenção de doenças cardiovasculares, é comprovadamente um redutor nas taxas de colesterol e é um ótimo aliado da pressão arterial.

 

Imagem: Google Imagens

 

Porém, vá com calma. O consumo exagerado do chá verde, assim como tudo que é exagerado, pode causar efeitos indesejáveis em seu corpo. O chá verde tem inúmeros compostos e entre eles esta a cafeína. Isso mesmo, como no café. Obviamente, as proporções de cafeína presente no chá verde são muito inferiores do que no café, porém, quando tomado em grandes quantidades, o chá verde pode afetar sua rotina de sono e sua disposição.